"A Guerra Civil de Espanha" (1970), de Bernard Michal

jueves 09 febrero 2017

  “Madrid, Julho de 1936, Calvo Sotelo acaba de ser assassinado. Cinco dias depois desencadeia-se uma revolta militar que irá culminar na Guerra Civil Espanhola. Esta prolongou-se por 33 meses… 986 dias de inferno, durante os quais mais de 600.000 pessoas encontraram a morte numa guerra cruel que deixou um país despedaçado e de luto. A Guerra Civil de Espanha é um relato fidedigno de um período negro na História não só de Espanha, mas de toda a Europa”.

   “Trabalhadores antifascistas, povo laborioso: de pé! Estejam todos prontos para defenderem a República, as liberdades populares e as conquistas da democracia... Todo o país treme de indignação perante os miseráveis que, pelas armas e pelo fogo, querem mergulhar a Espanha democrática e popular num inferno de terror.Mas eles não passarão! « ¡No pasarán!»”, adaptação de Bernard Michal do discurso de Dolores Ibarruri, La Pasionaria.

     
     Valoração:
     

    O jornalista, historiador e escritor Bernard Michal nasceu em 1932 em França. Começou a sua carreira de jornalista no Paris-Presse, sendo posteriormente nomeado chefe do departamento político do L’Aurore. Foi redactor chefe adjunto no Parisien. Organizou e colaborou em diversos livros de história, entre os quais se contam várias obras dedicadas à história e investigação da Segunda Guerra Mundial e do Holocausto.

    Actualmente é membro da “Association des journalistes parlementaires” (AJP).

    Outras obras de Bernard Michal:

     - “Os Grandes Enigmas da Segunda Guerra Mundial”;

     - “História da Gestapo”;

     - “O Processo de Nuremberga”.





www.facebook.com/huellasdemicha/






Enviar un comentario

nombre:
correo electrónico:
url:
Su comentario:

sintaxis html: deshabilitado